Esportes

Zebra nas eliminatórias europeias para a Copa 2022; E ainda: Copa do Mundo Feminina

A Alemanha sofreu um grande revés nesta quarta-feira (31/03) pelas Eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2022 (Catar), ao ser superada por 2 a 1 pela Macedônia em partida válida pelo Grupo J da competição.

O gol da vitória saiu aos 40 minutos do segundo tempo, e saiu dos pés de Eljif Elmas. Na partida, a tetracampeã mundial até controlou as ações, mas teve dificuldades para criar oportunidades diante da disciplinada Macedônia, que está na 65ª posição do ranking de seleções da Fifa.

Esta foi a primeira derrota em 20 anos da Alemanha em casa nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. E o tropeço aconteceu justamente na última partida pela competição sob o comando do técnico Joachim Löw, que já anunciou que deixa a equipe após a disputa da próxima edição da Eurocopa (programada para acontecer entre 11 de junho e 11 de julho).

Apesar dos 70% de posse de bola da Alemanha no primeiro tempo, e de um chute do meia Goretzka na trave, foram os visitantes que abriram o placar, quando Goran Pandev, de 37 anos, ficou sem marcação na área e balançou as redes nos acréscimos.

Um gol de pênalti de Gundogan, aos 18 da segunda etapa, garantiu o empate para os donos da casa, que pressionaram nos minutos finais, mas não conseguiram selar a vitória. Em vez disso, foi Elmas que marcou e levou seu time a seis pontos, mesma pontuação da Alemanha no Grupo J, que é liderado pela Armênia.

Já a França superou a Bósnia por 1 a 0 no Grupo D, graças a um gol de Antoine Griezmann. Agora, os campeões mundiais somam sete pontos em três jogos. A Ucrânia, que empatou em 1 a 1 em casa com o Cazaquistão, tem três pontos e a Finlândia tem dois em dois jogos.

Em outros jogos da rodada, a Inglaterra derrotou a Polônia por 2 a 1 no Grupo I, a Itália venceu a Lituânia por 2 a 0 no Grupo C e a Espanha bateu Kosovo por 3 a 1 no Grupo B.

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) anunciou as cidades e estádios que sediarão as partidas da Copa do Mundo feminina de 2023, na Austrália e na Nova Zelândia. O jogo de abertura será no Eden Park, em Auckland (Nova Zelândia), e a decisão foi confirmada para o Stadium Austrália, em Sydney (Austrália).

Ao todo, cinco cidades australianas (Sydney, Adelaide, Brisbane, Melbourne e Perth) e quatro neozelandesas (Auckland, Dunedin, Hamilton e Wellington) receberão partidas da Copa, a primeira feminina em dois países simultâneos. Em Sydney, serão utilizados dois estádios. Além do Stadium Austrália (o maior do Mundial, com 83,5 mil lugares), também será usado o Sydney Football Stadium, que está em construção e terá capacidade para 45 mil torcedores.

Segundo a Fifa, cada nação abrigará um duelo pelas semifinais. A tabela com a distribuição dos jogos pelas cidades será divulgada ainda este ano. É a primeira vez que o Mundial feminino terá 32 seleções, tal qual a Copa masculina. A última edição, em 2019, reuniu 24 equipes na França e foi vencida pelos Estados Unidos, que chegaram ao quarto título.

Com informações da Agência Brasil. Foto: CBF

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: