Amazonas

Covid-19: Amazonas tem segundo maior número de mortos entre enfermeiros no Brasil

Estado perde apenas para São Paulo e fica à frente do Rio de Janeiro em número de mortes entre profissionais de enfermagem

Um dos estados mais afetados pela pandemia do novo coronavírus, o Amazonas vai colecionando tristes recordes em estatísticas nacionais. Levantamento feito pelo Vocativo junto ao Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) mostra que o estado registra até o momento o segundo maior número de mortes entre profissionais da área de todo o país.

Ao todo, 75 profissionais de enfermagem morreram no estado até esta terça-feira (16/03), perdendo apenas para São Paulo, com 93 mortes e ficando à frente inclusive do segundo estado mais populoso do país, o Rio de Janeiro, com 63 mortes. Vale lembrar diferença no número de enfermeiros entre os estados é colossal. Enquanto São Paulo conta com 376.135 profissionais da área, o Amazonas conta com 20.727.

As estatísticas mostram ainda uma diferença significativa na testagem e contaminação desses profissionais. Enquanto São Paulo possui 7.623 contaminados, no Amazonas apenas 280 testaram positivo. Levando em consideração a taxa de letalidade do novo coronavírus por volta de 0,8%, o número de infectados, na realidade, deve passar de 9.200.

Atualmente, segundo dados da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), a meta de vacinação de todos os profissionais de saúde do estado (não apenas enfermeiros) ainda não foi atingida. Até esta terça-feira, 91% desse público já havia tomado ao menos a primeisa dose de uma das vacinas oferecidas na rede pública. Restam ainda 7.893 a serem vacinados.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: