Amazonas

Indústria amazonense sofre queda de 11,8% em janeiro

O resultado do Amazonas foi o segundo pior entre as unidades da federação

De acordo com levantamento divulgado nesta quarta-feira (10/03) pelo IBGE, mostra que, na comparação com dezembro de 2020, a indústria amazonense registrou queda de 11,8% em janeiro. O resultado do Amazonas foi o segundo pior entre as unidades da federação. Já o acumulado dos últimos 12 meses foi de -6,7%, no Estado, contra -4,3% na variação nacional.

O tombo foi realmente grande, considerando que a média nacional foi de 0,4% no mesmo período. Quando se compara o resultado de janeiro de 2020 com mesmo mês do ano anterior, a queda é ainda maior, de -9,8%. Em nível nacional, o desempenho da indústria no mesmo período foi positivo (2,0%).

Os meses de abril e maio de 2020 foram aqueles em que a indústria amazonense sentiu mais as recomendações sanitárias para combater a pandemia de Covid-19. No segundo semestre (de julho a novembro) de 2020, este índice apresentou valores positivos. No entanto, em dezembro de 2020 (-5,1) e neste início de 2021, com a volta das medidas de restrição para o combate da pandemia, no Estado, o desempenho da indústria voltou a cair, chegando em janeiro a -11,8%.

Apesar da queda no desempenho da indústria amazonense, algumas atividades tiveram bom resultado em janeiro. A saber: a Fabricação de produtos de borracha (15,7%), a Fabricação de bebidas (10,1%) e a Fabricação de produtos de metal (5,1%). As demais atividades tiveram resultado negativo. As atividades da indústria que tiveram maiores quedas foram a Impressão e reprodução de DVDs e discos (-81,7%), a categoria “Outros equipamentos de transporte” (-37,8%), a Fabricação de máquinas e equipamentos (-22,4%) e Fabricação de equipamentos de informática e eletrônicos (-22,2%).

Foto: EBC

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: