Menos de 13% dos municípios do Amazonas tem tratamento de esgoto

2

No Amazonas, somente oito dos seus 62 municípios afirmaram a existência de serviço de esgotamento sanitário por rede, ou seja, 12,9% dos municípios. É o que aponta um relatório da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB), divulgado nesta quarta-feira (22) pelo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os oito municípios são: Anamã, Anori, Carauari, Coari, Codajás, Lábrea, Manaus e Presidente Figueiredo. Nesses municípios órgãos municipais, da administração direta ou indireta, são responsáveis pela gestão do serviço de esgotamento sanitário. Dos oito municípios do Amazonas onde havia serviço de esgoto, somente em Manaus havia cobrança de tarifa, que conta com subsídio.

O trabalho, iniciado em 2018, traça um panorama da gestão e da oferta dos serviços de abastecimento de água e esgoto no país.

Racionamento – Entre os municípios do Amazonas, 32 (52,4%) registraram interrupção ou racionamento nos últimos 12 meses que antecederam a pesquisa, em 11 (18,0%). O problema se mostrou constante, independente da época do ano.

Foto: EBC

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui