FVS-AM afirma ter condições de distribuir vacinas armazenadas em baixas temperaturas

0

O anúncio da farmacêutica Pfizer de que sua candidata a vacina contra o novo coronavírus havia atingido 95% de eficácia na fase 3 de testes em humanos foi um sopro de esperança para a humanidade, que anseia pela chegada de um composto. O problema é que, pela tecnologia utilizada para produzir o composto, ele precisa ser armazenado a – 70°C, o que representa um desafio logístico para países de dimensões continentais como o Brasil.

A dificuldade no acesso a muitos municípios e comunidades do interior, como o Amazonas, onde boa parte só possui como via de acesso os rios, representa outro complicador. Mas, segundo a a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), isso pode ser contornado.

Em nota enviada ao Vocativo, FVS-AM afirmou que o núcleo estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI) possui uma robusta rede de frios que já mantém a conservação de 18 tipos diferentes de vacinas e que não seria problema. Reportagem da Folha de São Paulo, por outro lado, afirma que o Ministério da Saúde só confirma capacidade de armazenamento de vacinas em até -20°C.

Ainda na nota, o órgão deixou claro que, até o presente momento, não há definição de qual vacina será disponibilizada pelo Ministério da Saúde para imunização contra o novo coronavírus. Perguntadas sobre negociações para a compra de outras candidatas, como a CoronaVac, desemvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac ou a Sputinik V, do Instituto Gameleya, como outros estados estão fazendo, a Secretaria de Comunicação do governo e a Secretaria de Estado da Saúde não responderam.

O Ministério da Saúde se reuniu esta semana com uma equipe da Pfizer, para avaliar as condições de compra, logística e armazenamento. A pasta não deu mais detalhes sobre o que foi tratado no encontro. Estão na agenda encontros com equipes da Janssen ( da Johnson & Johnson), do Instituto Gameleya (Sputinik V) e da Bharati Biotech (Covaxin).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui