Covid-19: FVS-AM confirma mais dois casos de Síndrome Pediátrica no Amazonas

0

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) divulgou nesta segunda-feira (26/10), o registro de mais dois casos confirmados de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), doença que atinge crianças e adolescentes – potencial e temporariamente associada à Covid-19. Com a inserção dos novos casos, passam a ser três casos confirmados de SIM-P no estado.

O segundo caso confirmado é de uma bebê de 2 meses, residente de Tabatinga e que recebeu o diagnóstico em Manaus. Ela foi internada em um Hospital e Pronto-Socorro da Criança da capital. A bebê permanece internada na unidade hospitalar.

O terceiro também se trata de uma bebê, de 5 meses de idade, residente em Manaus, que foi internada em um hospital da rede particular da capital, onde recebeu diagnóstico de SIM-P. Após 15 dias de internação, a criança foi a óbito.

Os casos estão sendo avaliados por uma equipe composta pela Comissão Estadual de Prevenção e Controle de Infecção em Serviços de Saúde (Ceciss/FVS-AM), do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs/FVS-AM) por meio da Coordenação Estadual de Vigilância Hospitalar (NVEH), técnico da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS), que presta consultoria à FVS-AM; e por equipe formada por médicos infectologistas e pediátricos onde ocorreram as notificações dos casos suspeitos de SIM-P.

De acordo com a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, a equipe técnica realiza a investigação após ser notificada pelos profissionais de saúde das unidades hospitalares.

“Os casos são notificados para a vigilância em saúde da FVS-AM que acompanha cada um até que seja constatado o diagnóstico de SIM-P. As investigações já descartaram 69 casos que eram suspeitos para a doença”, afirmou.

Primeiro caso – O registro do primeiro caso confirmado ocorreu no dia 24 de setembro. Trata-se de um adolescente de 13 anos, residente do município de Tabatinga, que recebeu o diagnóstico de SIM-P em Manaus. O adolescente apresentou IgG, anticorpo de fase tardia de Covid-19, que aparece após pelo menos 15 dias de infecção, período no qual não ocorre mais transmissão. O jovem não tinha doenças preexistentes e passou a apresentar complicações cardíacas.

Entre os sintomas da SIM-P estão febre elevada e persistente, acompanhada de pressão baixa, conjuntivite, manchas no corpo, diarreia, dor abdominal, náuseas, vômitos, comprometimento respiratório, cardíaco e gastrointestinal, associado a marcadores de inflamação elevados e evidência de Covid-19.

Com informações da Secretaria de Estado da Comunicação (Secom-AM): Girlene Medeiros/FVS-AM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui