Entretenimento

‘Fortitude’ estreia no palco do Teatro Amazonas neste fim de semana

Dança pós-moderna, teatro físico e canto livre se unem em “Fortitude”, que exalta mulheres artistas de várias gerações que inspiraram o empoderamento feminino ao longo de décadas. O espetáculo estreia neste fim de semana no Teatro Amazonas, com sessões no sábado (08/02), às 20h, e no domingo (09/02), às 19h. O evento, que tem apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, tem entrada gratuita e classificação indicativa de 12 anos.

Dividido em diversas cenas ao longo de 1h20 de espetáculo, “Fortitude” homenageia escritoras, poetisas e artistas como Mae West, Karen Finley, Rachel Rosenthal, Elza Soares, Florbela Espanca, além de teóricas do feminismo. A autora e diretora do espetáculo, Conceição Nunes, explica que a ideia do espetáculo surgiu lendo revistas antigas de teatro, da época em que morava em Nova York para complementar os estudos em dança.

“Trouxe comigo muitas dessas revistas do período em que estudei em Nova York, e por meio delas lembrei de várias artistas que conseguiram superar os obstáculos impostos às mulheres, em diferentes épocas, por meio da arte, por meio do que expressavam. O espetáculo encarna toda essa ideia do ser feminino livre, desses feminismos possíveis, expressados em arte no palco”, ressalta Conceição.

A cocriação e interpretação ficam a cargo de Antónia Alves, Deborah Kramer, Joyce Souza, Letícia Moro e Małgorzata Suś, que compõem o terceiro elenco de “Fortitude” para a apresentação no Brasil. As primeiras sessões foram realizadas em Portugal.

“Tivemos elencos diferentes para cada apresentação, e isso é bom porque o espetáculo é construído também das nossas vivências. Cada uma traz uma inspiração de uma geração diferente. Eu, por exemplo, vi em 1986 uma apresentação de Karen Finley que foi visceral e que influenciou profundamente o meu trabalho. Já aqui no Brasil me trouxeram nomes como Djamila Ribeiro e outros que acrescentam mais ao espetáculo, pois influenciam nossas intérpretes”, afirma a diretora.

Ao reunir humor, inteligência e também luta e resistência em “Fortitude”, Conceição Nunes define o objetivo do espetáculo de forma simples: defender a liberdade da mulher. “Há muitas formas de feminismo em nível cultural, e estas artistas mostraram isso por meio das décadas. Para mim, a ideia central deste espetáculo, o feminismo é a liberdade da mulher, a título familiar, financeiro, pessoal, de direitos, é a afirmação da mulher na liberdade de ação e de ser”, declara.

Com informações da assessoria de imprensa da SEC-AM. Foto: Sara Camilo/Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: