Provocativo

Editorial: Caiu a máscara de Moro

Para quem ainda está perdido, achando estranho tantas críticas ao juiz Sérgio Moro, aqui vai uma explicação…

Todo magistrado deve (ou deveria) ser imparcial. Na pior das hipóteses, lutar contra toda forma de parcialidade na justiça.

Pra começar, Moro comandou uma operação que denunciou centenas de políticos de diversos partidos e empresários de diversos setores. Mas o foco maior sempre foi o PT, mais precisamente o ex-presidente Lula.

O julgamento de Lula ocorreu em velocidade histórica e jamais vista na lenta justiça brasileira. E se baseou em elementos que jamais condenariam outras pessoas na mesma circunstância. Isso quem diz são inúmeros juristas experientes. Uma rápida busca no Google e você encontra.

Há muitos anos, ficou claro que a disputa do poder nesta eleição seria entre Bolsonaro x PT, como de fato acabou acontecendo. Ou seja, os lados eram conhecidos antes da operação Lava Jato começar. E dentro dela, Moro julgou e condenou o candidato de um dos lados, que por sinal, era favorito à presidência no primeiro turno.

Com tudo isso, Moro por uma questão de ética, Moro jamais poderia ter aceito esse convite. Sob nenhuma hipótese. A parcialidade do juiz caiu como uma casa de areia ao aceitar tal convite e integrar o governo de um dos lados. Parcialidade, lembra?

A pergunta que fica é: 
É possível confiar nos julgamentos de um juiz parcial?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.