Entretenimento

“Cine Sem Sair de Casa” vai exibir filmes amazonenses a partir deste sábado

O “Cine Sem Sair de Casa”, projeto da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, passará a exibir filmes de cineastas amazonenses a partir deste sábado (06/03), às 19h, no Facebook (@culturadoam). Iniciado em 2020, o projeto exibiu apenas obras do dramaturgo Sérgio Cardoso, sobre artistas e personalidades amazonenses que marcaram a trajetória cultural e social do estado.

Os filmes foram autorizados pelos cineastas, que já participaram de mostras no Cineteatro Guarany, organizadas pelo Cineclube de Arte da secretaria. A primeira mostra a ser exibida será a de Anderson Mendes, com os documentários “O Picolé do Aranha” e “A Incrível História de Coti: o Rambo do São Jorge”.

Em “Picolé do Aranha”, o espectador conhece Ney Valente, que depois de passar por um divórcio resolve vender picolés vestido de Homem-Aranha, diariamente, pelas ruas do bairro Cidade Nova. Já no premiado “O Rambo do São Jorge”, conhecemos Aldenir Coti, que ganha a vida como serralheiro, mas que desejava realizar um grande sonho, ser o protagonista de “Rambú”, filmes que fazem paródia do famoso personagem interpretado por Sylvester Stallone. O filme foi vencedor do grande prêmio e também do júri popular no Amazonas Film Festival de 2007.

“Uma iniciativa dessa é muito importante, porque leva cultura, informação e entretenimento ao público num período como esse de pandemia, onde as pessoas não podem mais ir em festivais e mostras. Também valoriza personagens que são da nossa terra, histórias de vida de pessoas muito queridas em nossos bairros, além de valorizar os nossos produtores audiovisuais”, declara Anderson Mendes.

Serão exibidas também mostras de cineastas como Erismar Fernandes, Moacy Freitas e Jairo Freitas, Dina Silve, entre outros. Os filmes podem ser acessados no Portal da Cultura (bit.ly/cinedecasaportal). Já a lista de reprodução no Facebook pode ser conferida no endereço bit.ly/cinedecasaface.

Com informações e foto da Secretaria de Estado da Comunicação (Secom)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: