Amazonas

Governador do Amazonas não assina manifesto contra Bolsonaro

Mesmo com governo federal sob investigação por negligência na condução da crise no estado, governador Wilson Lima não assina manifesto

Uma nota assinada por dezoito governadores do Brasil foi divulgada nesta segunda-feira (1º) contestando postagem do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais neste domingo (28/02) em que ele distorce valores que teria repassado aos estados em 2020. O governador do Amazonas, Wilson Lima, por sua vez, não assinou o manifesto.

O estado é um dos mais atingidos pela pandemia, tendo sofrido colapso do sistema de saúde em janeiro, no qual dezenas de pessoas morreram porque a rede simplesmente não teve como fornecer oxigênio aos pacientes. O Ministro da Saúde, Eduardo Pazzuelo, está sendo investigado por negligência.

“Em meio a uma pandemia de proporção talvez inédita na história, agravada por uma contundente crise econômica e social, o Governo Federal parece priorizar a criação de confrontos, a construção de imagens maniqueístas e o enfraquecimento da cooperação federativa essencial aos interesses da população”, escreveram os governadores.

“O presidente da República insiste em agredir a verdade para tentar atingir os governadores. Ele está postando contas malucas sobre recursos enviados aos estados, misturando com municípios, recursos de FPE, FPM, auxílio emergencial etc. Em suma, é um irresponsável”, disse o governador do Maranhão, Flávio Dino, em sua conta no Twitter.

“A mentira federal sobre repasse de recursos ao Estado do Maranhão é tão absurda que o valor “informado” (R$ 36 bilhões) equivale quase ao DOBRO do orçamento do Estado em 2020. Vamos ter que, mais uma vez, entrar na Justiça por essa vergonhosa fake news”, completou.

Veja o documento na íntegra:

Foto: Secretaria de Estado da Comunicação (Secom)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: