Entretenimento

Alaídenegão lança ‘Cantos da Beira’; E ainda: novidades de Taylor Swift, Dua Lipa e Pink

Três das maiores cantoras da música pop da atualidade lançaram músicas esta semana. Taylor Swift, apre versão do clássico “Love Story”, que estará na regravação do álbum “Fearless”, que será lançado em abril.

Dua Lipa, por sua vez, lançou nesta sexta-feira (12/02) “We’re Good”, que faz parte da coletânea “Moonlight Edition” do disco “Future Nostalgia”.

Além delas duas, Pink também divulgou novo material. Trata-se com uma parceria com a sua filha, Willow Sage Hart, na balada pop “Cover Me In Sunshine”:

Alaídenegão lança ‘Cantos da Beira’

No mês que celebra 13 anos de carreira, a Alaídenegão lança o terceiro álbum, “Cantos da Beira”, que chega às principais plataformas digitais no dia 15 de fevereiro. O projeto foi contemplado no Edital Prêmio Manaus de Conexões Culturais, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), por meio da Lei nº 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc.

O álbum conta com oito músicas novas e três versões em um passeio por diferentes estilos, característica da banda amazonense, que, desta vez, traz “Areia”, de Neuber Uchôa; em tom de reggae com carimbó, “Sereia”, de Exomar Pacheco; na levada de samba, e “Xangô”, de Magalhães da Guitarra; numa mistura de beiradão com rock.

A Alaídenegão é formada por Davi Escobar (voz e guitarra), Rafael Ângelo (voz e guitarra), AJ (bateria), Mauro Lima (baixo) e Marcelo Martins (trompete).

Trajetória do artista plástico Jandr Reis é tema de documentário

A trajetória do artista plástico Jandr Reis é o tema do próximo documentário do projeto do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, o “Cine Sem Sair de Casa”, que será exibido no Facebook (@culturadoam), neste sábado (13/02), às 19h.

O curta-metragem “Jandr Reis – Abstração da Flora Amazônica”  discorre sobre os trabalhos do artista, suas experiências técnicas e temáticas abstratas sob influência da visualidade da vegetação selvagem amazônica. 

O documentário também aborda a trajetória de Jandr, desde sua saída do município de Óbidos, no Pará, até a chegada em Manaus, o encontro com o artista plástico Jair Jacqmont, entre outros destaques. Todos os documentários exibidos no “Cine Sem Sair de Casa” têm roteiro e direção assinados pelo artista plástico Sérgio Vieira Cardoso, com o objetivo de registrar a memória das artes no Amazonas.

Os filmes também estão disponíveis no Portal da Cultura (bit.ly/cinedecasaportal). Já a lista de reprodução no Facebook pode ser conferida no endereço bit.ly/cinedecasaface.

Foto: Michael Dantas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: