Amazonas

Governo do Amazonas prorroga toque de recolher por mais sete dias

Atualizada às 14h35

Em transmissão pelas redes sociais nesta sexta-feira (29/01), o governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou a prorrogação do decreto que restringe a circulação de pessoas em todo o estado por mais sete dias, além de outras medidas. A medida ocorre porque a pressão sobre a rede pública de saúde do estado se mantém elevada em virtude das contaminações pelo novo coronavírus.

O novo decreto, que será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), mantém a restrição de circulação de pessoas no período de 24 horas, com exceção para serviços considerados essenciais já definidos no Decreto nº 43.303, de 23 de janeiro de 2021, que permanece em vigor até domingo (31/01).

O governador afirmou ainda que a linhagem P.1, identificada primeiramente no Japão em pessoas saídas do Amazonas, vem sendo um desafio para as autoridades de saúde do estado. Segundo Wilson Lima, a taxa de transmissão do coronavírus atualmente é de 1,25. Isso significa que, atualmente, cada grupo de 100 pessoas infectadas transmite o vírus para outras 125, em um intervalo de sete dias. Isso já se reflete em janeiro, que bateu recorde em número de casos notificados, totalizando 56.593, superando maio de 2020, que havia registrado 36.123 casos notificados no primeiro pico da pandemia.

Wilson Lima fez um alerta ao resto do país. “Precisamos da colaboração de todos. A situação que o estado do Amazonas está passando ainda não aconteceu em nenhuma outra parte do país. E eu espero que não aconteça em nenhuma outra região do Brasil”, avisou.

Alterações

O decreto que restringe movimentação de pessoas e as atividades econômicas no estado sofreu modificações. O funcionamento das feiras foi ampliado, podendo funcionar das 04h até as 15h. A medida visa evitar aglomerações. Foi liberado serviço de delivery para materiais hidráulicos, elétricos e pneumáticos, de 08h a 17h. Também será permitido para peças de veículos pesados, como caminhões, ônibus e ambulâncias.

O governador aproveitou para anunciar outro decreto suspendendo o carnaval deste ano. A medida já foi tomada em outros estados como São Paulo e Rio de Janeiro e também visa evitar aglomerações e viagens. Wilson Lima afirmou ainda que irá observar a procura por serviços de saúde antes de alterar qualquer item do decreto.

Aulas

Outra medida anunciada foi o retorno das aulas em todo estado apenas de modo remoto, através da TV Encontro das Águas e dos canais do governo do estado. Mais informações sobre o retorno das aulas serão dadas na segunda-feira (01/02).

Medidas de restrição – De 1º a 7 de fevereiro

O que pode funcionar

– Supermercados varejistas e atacadistas de pequeno, médio e grande porte e padarias – das 6h às 19h, com venda restrita a produtos de higiene, limpeza e alimentação

– Drogarias e farmácias – 24 horas, com venda restrita a produtos de higiene, medicamentos e outros produtos farmacêuticos

– Mercados e feiras – das 4h às 15h

– Delivery de serviços de alimentação – das 6h às 22h

– Indústria – em turno de 12 horas (exceção para alimentos e produtos farmacêuticos e hospitalares)

– Transporte de cargas – apenas de produtos essenciais, como alimentação, combustíveis e produtos da área da saúde e segurança

– Postos de combustíveis

– Fábricas de itens para embalagem de alimentos, bebidas, limpeza, higiene pessoal e remédios, além de sacolas para supermercado

– Delivery para vendas de materiais elétricos, hidráulicos e pneumáticos – das 8h às 17h

– Delivery para vendas de peças de veículos pesados (ônibus, caminhão e ambulância) – das 8h às 17h

Foto: Diego Peres/Secom

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: