Amazonas

SES-AM: população deve buscar atendimento aos primeiros sintomas de Covid-19

Para evitar que os pacientes com novo coronavírus (Covid-19) cheguem às unidades de urgência e emergência da rede estadual com o quadro clínico agravado, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) alerta a população sobre a importância do diagnóstico e tratamento precoce da doença. Por isso, aos primeiros sintomas, a SES-AM orienta que a população procure a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima.

Caso surjam sintomas como tosse seca, cansaço, febre e dores no corpo, a população deve se encaminhar às unidades de atenção básica para que um médico faça a sua avaliação e indique o tratamento mais apropriado.

A secretária executiva adjunta de Atenção à Urgência e Emergência da SES-AM, Mônica Melo, ressalta que, além do início dos sintomas, a população deve ficar atenta às pessoas próximas com sinais da Covid-19. Ela enfatiza que, em momento de pandemia, qualquer gripe pode ser Covid-19.

“Se você apresentar sinais e sintomas, como se fosse uma gripe – e todo mundo infelizmente desvaloriza a importância de se tratar gripe –, fique atento, porque a gripe pode ser a Covid. Hoje, esse paciente precisa procurar um serviço de saúde com profissionais capacitados como, por exemplo, a UBS mais próxima da sua casa, para buscar um atendimento”, explicou.

A perda do olfato e paladar, além de problemas gastrointestinais, também são alguns sintomas característicos de Covid-19, para os quais a população deve ter atenção. A secretária de Urgência e Emergência reforça que o recebimento de atenção médica e o tratamento precoce são fundamentais.

“Nesse primeiro atendimento, as unidades vão confirmar a doença. Então isso é um diagnóstico precoce. As unidades vão orientar esse paciente de que são sinais e sintomas leves, e que se deve tomar bastante líquido, comer bem e manter repouso. Esse é o início de tratamento de qualquer doença viral, e para a Covid se mantém”, disse Mônica Melo.

Dependendo da evolução do quadro clínico, de acordo com a secretária, após a primeira avaliação médica, o paciente será orientado a procurar outra unidade de saúde, de maior complexidade, como Serviços e Unidades de Pronto Atendimento (SPAs e UPAs) e prontos-socorros. De acordo com ela, a importância do atendimento precoce se dá em função de que haja um atendimento oportuno, no tempo correto, logo no início da doença, e não com 10 a 15 dias de sinais e sintomas.

Mônica Melo salienta que na UBS há equipe profissional, além de medicamentos para o primeiro atendimento do paciente com sintomas. “Tem medicamento, tem médico, tem enfermeiro, tem os profissionais para fazer esse primeiro atendimento, o médico para prescrever essas medicações, se elas forem necessárias e houver indicação para que o paciente comece o seu tratamento e não evolua de forma desfavorável”, informou.

Índices – Os números de letalidade da Covid-19 em Manaus e no interior demonstram a importância da atenção primária no enfrentamento da doença. Os municípios do interior do estado contam com cerca de 90% de cobertura de Atenção Básica, o que tem resultado em um número menor de pacientes graves e mortes. A letalidade no interior é de 1,60, enquanto em Manaus chega a 4,16, 60% a mais.

A participação da Atenção Básica nesse acompanhamento tem sido defendida por organismos internacionais, como a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), braço da Organização Mundial de Saúde (OMS) na América Latina.

Com informações da Secretaria de Estado da Comunicação (Semcom). Foto: Rodrigo Santos/SES-AM

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: