Amazonas

Amazonas: taxa de desocupação atinge maior número desde maio

Em outubro, os dados da PNAD Covid-19, divulgados nesta terça-feira (01/12), mostram que a taxa de desocupação do Amazonas (18,8%) atingiu o seu maior número desde o início da pesquisa, em maio. A taxa é a terceira maior do país. No total, 312 mil pessoas estavam desempregadas no Estado. Além disso, 708 mil pessoas (52,7% do total de ocupados) estão na informalidade.

Isso corresponde a 312 mil pessoas sem trabalho no Amazonas, uma variação de 0,6 ponto percentual na comparação com setembro (18,2%). A taxa de participação na força de trabalho registrou 55,0% e o nível de ocupação foi 44,7%, ou seja, menos da metade da população em idade de trabalhar tinha ocupação.

Das 1,34 milhão de pessoas ocupadas em outubro, 490 mil (36,5%) trabalhavam por conta própria, 326 mil (24,3%) pessoas ocupadas no setor privado e com carteira assinada e 141 mil (10,5%) eram militares e servidores estatutários. Em relação ao trabalhador doméstico, a maioria desses eram trabalhadores sem carteira assinada (41 mil pessoas). Já o número de pessoas ocupadas como trabalhador familiar auxiliar foi de 109 mil pessoas, em outubro.

Foto: Ione Moreno / Semcom

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: