Eleições 2020: Amazonino e David Almeida caem e disputa fica em aberto

0

Mudanças no cenário da corrida pela prefeitura de Manaus nas eleições municipais de 2020. É o que revela a sexta pesquisa registrada pela Perspectiva Opinião e Mercado divulgada na manhã desta quarta-feira (28/10). Enquanto os primeiros colocados Amazonino Mendes (28,5%) e David Almeida (15,0%) seguem perdendo percentual, mas se mantendo na primeira e segunda colocações, o terceiro lugar agora tem novo dono: Ricardo Nicolau, com 11,3%, que ultrapassou José Ricardo, com 11,1%.

Segundo o levantamento, a disputa pela segunda vaga no 2º Turno com Amazonino está cada vez mais acirrada e indefinida, com esse triplo empate técnico, a 18 dias do 1º Turno. A diferença de David para seus dois principais perseguidores – Nicolau e Zé Ricardo – é de 3,7% e 3,9%, respectivamente.

A empresa afirmou que ainda pretende realizar mais três rodadas nas próximas semanas, além da pesquisa de boca de urna, no dia 15 de novembro, para captar a preferência do eleitor, considerando-se que, historicamente, a reta final das eleições de Manaus é o momento mais propício para possíveis mudanças nas colocações.

No bloco mais afastado, segue a briga pela quinta colocação entre Capitão Alberto Neto (5º), com 5,9%; Alfredo Nascimento (6º), com 5,8%, e Coronel Menezes (7º), que cresceu 0,4% em relação ao estudo anterior e agora está com 4,4 pontos percentuais.

Chico Preto perdeu 1,0%, mas continua na oitava posição, com 1,1%, empatado com Romero Reis. Marcelo Amil é o décimo, com 0,4%, e Gilberto Vasconcelos é o último, com 0,1%. Brancos e nulos desceram de 12,0% para 10,8%, e os indecisos agora são 4,5%.

Rejeição

Também há alteração no duelo entre os mais rejeitados: Alfredo Nascimento assumiu a ponta, com 25,3% (+2,4%), na frente de Amazonino que agora está em segundo, com 22,7% (-0,7). José Ricardo permanece em terceiro, com 8,6%. David Almeida é o quarto, com 3,9%; Capitão Alberto Neto é o quinto, com 3,6%, e Chico Preto é o sexto, com 2,6%.

Os demais percentuais de rejeição foram: Gilberto Vasconcelos, com 2,5%; Ricardo Nicolau, com 2,4%; Coronel Menezes, com 2,2%; Romero Reis, com 1,4%, o mesmo percentual que obteve Marcelo Amil.

Dos participantes da pesquisa, 12,5% disseram rejeitar todos os nomes e 10,9% responderam não rejeitar nenhum dos concorrentes.

Cenários para o segundo turno

Nesta rodada, foram simuladas três possibilidades de 2º Turno (p.14 a 19): Amazonino vs. José Ricardo, Amazonino vs. Ricardo Nicolau e Amazonino vs. David Almeida.

De acordo com os números desses cenários, Amazonino teria maior possibilidade de vencer o candidato José Ricardo. O ex-governador obteria 45,9% das intenções, contra 34,1% do deputado federal pelo PT, uma diferença de 11,8%.

Já num possível enfrentamento com Nicolau ou David, haveria um empate técnico, dentro da margem de erro de 3,1%, nas duas simulações. Contra Ricardo Nicolau, a diferença pró-Amazonino seria de 42,7% contra 37,5%, ou seja, de 5,2%. E se o adversário fosse David Almeida, Mendes venceria por apenas 4,4% de vantagem (43,1% a 38,7%).

As diferenças captadas nos três cenários apontam para uma eleição que, provavelmente, deverá ser decidida até o fim da primeira semana do 2º Turno, por volta de 22 de novembro, como aconteceu nas eleições de 2018.

A pesquisa

A pesquisa foi executada com recursos próprios da Perspectiva e registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número AM-07736/2020, com 1.000 entrevistas na cidade de Manaus, entre os dias 23 e 25 de outubro. A margem de erro é de 3,1%, para mais ou para menos, com grau de confiabilidade de 95%, o que significa dizer que se fossem feitas 100 entrevistas com a mesma metodologia, 95 estariam dentro da margem de erro prevista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui