Covid-19 se espalha entre atletas pelo mundo e consequências preocupam

0

Três jogadores do Paris St Germain testaram positivo para a novo coronavírus, informou o clube da Ligue 1, por meio do Twitter, nesta quarta-feira (2), sem revelar suas identidades. Segundo jornais esportivos da França, o atacante brasileiro Neymar está entre os atletas infectados.

No Brasil, a sétima rodada da Série A do Campeonato Brasileiro ainda nem começou, mas também já foi afetada pela pandemia. Ao menos três equipes que vão à campo na noite desta quarta estarão desfalcadas de atletas que contraíram o vírus e cumprem isolamento social. Flamengo, Vasco e o líder Internacional.

Para os que acreditam que o fato de uma pessoa ser ou ter sido atleta faz com que ela seja mais resistente à infecção pelo novo coronavírus, um trabalho conjunto entre equipes de pesquisadores do Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo) e do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) põe por terra essa suposição. É que, ao contrário do que se poderia supor os mais apressados, a alta intensidade do volume de treino diário dos atletas profissionais, cerca de 6 a 8 horas por dia, pode aumentar a ventilação alveolar e diminuir os níveis do anticorpo IgA, tornando maior o risco de infecção viral no trato respiratório desses desportistas.

O estudo, coordenado pela pesquisadora Jamila Perini, está avaliando cerca de 1 mil atletas, com idade entre 18 e 45 anos, praticantes de diferentes modalidades esportivas. Não é de hoje que a saúde respiratória do atleta é uma preocupação da medicina esportiva. Estudos realizados desde a década de 1990 já relatavam um aumento de episódios virais nas vias aéreas inferiores, em atletas de maratona, causando febre, tosse seca, mal-estar e dispneia como efeitos agudos na semana seguinte à competição. “Por terem um pulmão considerado ‘ideal’, com condições fisiológicas capazes de aumentar a ventilação alveolar durante exercícios intensos, os atletas ficam mais propensos a inalação de partículas virais”, explica.

Com informações da Agência Brasil e FAPERJ. Foto: psg.fr

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui