Cotidiano

Atividade física em casa, na quarentena, exige atenção para não se machucar

Com as academias e clubes ainda fechados por conta da pandemia provocada pela Covid-19, exercitar-se em casa se tornou uma das alternativas para manter uma vida saudável durante o período do isolamento social. Para auxiliar nessa nova rotina, diversos aplicativos e canais em redes sociais disponibilizam uma série de treinos que podem ser feitos no ambiente domiciliar, mas é preciso ter cuidado para que os exercícios que vêm com o propósito de ajudar na saúde não sejam o motivo de uma ida ao hospital. O alerta é dos especialistas da ABTPé (Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé).

“A prática de atividades físicas no ambiente domiciliar não é isenta de riscos e pode causar lesões ortopédicas. Alguns detalhes contribuem para isso. Primeiro, a maioria das residências não tem espaços planejados para realização de esportes e, segundo, em função da pandemia, as atividades em casa são realizadas sem a supervisão de profissional da área, o que predispõe à lesões por exagero ou erro de técnica”, salienta o presidente da ABTPé, Dr. José Antônio Veiga Sanhudo. 

Nem os atletas profissionais estão livres de sofrerem acidentes nos treinos em casa. Em maio, o meio-campista do time de futebol boliviano Always Ready, Samuel Galindo, fraturou o quinto metatarso do pé direito enquanto fazia um treino em sua casa, com suporte digital. No mesmo mês, o atacante sérvio Luka Jovic, jogador do Real Madrid, sofreu uma fratura do calcâneo direito enquanto se exercitava, também em sua residência.

Cuidado com as “armadilhas” da casa

É preciso ter atenção na execução das atividades dos treinos virtuais, principalmente em relação ao local e a forma em que serão realizadas. “Certifique que o espaço disponível e o piso do ambiente são apropriados. Deve-se evitar escadas e locais com o piso escorregadio ou que tenham tapetes, além de manter distância de móveis com quinas ou que sejam feitos de vidro. Caso contrário, podem ocorrer entorses, fraturas ou ferimentos do pé ou tornozelo”, fala o Diretor da Regional São Paulo da ABTPé, Dr. Danilo Ryuko Cândido Nishikawa.

O médico também ressalta sobre a moderação da prática. “Não se deve exagerar na frequência, duração e intensidade dos exercícios, uma vez que a sobrecarga de atividades pode gerar lesões musculares e tendíneas, além de fraturas por estresse da tíbia, maléolos, calcâneo e metatarsos”.

Acompanhamento profissional é importante

Os especialistas da ABTPé chamam a atenção para que as atividades físicas em casa, assim como as praticadas em academias ou clubes, sejam realizadas com o acompanhamento de um profissional capacitado, como um educador físico ou fisioterapeuta. “É imprescindível obter as orientações corretas quanto à forma de praticar os exercícios propostos em cada treino. Outro ponto importante a ser destacado é que os treinos devem ser montados de acordo com as necessidades e objetivos de cada um, considerando-se a capacidade e as limitações físicas individuais”, ressalta Dr. Sanhudo.

A prática de exercícios físicos contribui para manter a saúde física, mental, além de melhorar o sistema imunológico. É importante não só para os adultos como também para os idosos, pois favorece a melhora da imunidade no combate à Covid-19 e colabora na preservação da força muscular, diminuindo a chance de eles sofrerem quedas. De forma geral, a OMS (Organização Mundial da Saúde) preconiza a prática de exercícios físicos por, no mínimo, 150 minutos por semana. “Mantenha-se ativo durante essa quarentena, mas caso apresente sintomas sugestivos de Covid-19, lembre-se que os exercícios físicos devem ser interrompidos e a avaliação médica é necessária”, pontua Dr. Nishikawa.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: