Amazonas

Adesão do isolamento social no AM é baixa mesmo nos finais de semana

A taxa de adesão dos moradores do Amazonas ao isolamento se mantém baixa mesmo nos finais de semana. É o que mostram os dados da empresa de tecnologia In Loco, que utiliza como base as informações de aplicativos de celular para monitorar o deslocamento dos usuários por todo o território nacional.

O índice chegou 53,4% da população nesta quarta-feira (22), caindo quase dez pontos em relação ao domingo (62,3%). O ideal, segundo o Ministério da Saúde é permanecer em 70%, inclusive nos dias da semana. A única vez que o Estado se aproximou dessa marca foi no dia 22 de março, com 69%, melhor taxa desde o início da recomendação de permanecer em casa pelas autoridades de saúde do país em virtude da pandemia do novo coronavírus. Desde então, mesmo aos domingos, dia com menor circulação de pessoas, as taxas não têm ultrapassado a marca de 63%, ficando inclusive em 52%, no domingo de 14 de abril.

Atualmente, o isolamento social é a única medida comprovadamente eficaz na luta contra a pandemia do novo coronavírus. As autoridades de saúde do Estado, seguindo orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), têm insistido para que a população permaneça em casa o máximo de tempo possível. A medida tenta evitar a aceleração do contágio do novo coronavírus e impedir o colapso no sistema de saúde do Estado, tanto público quanto privado.

Segundo a Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam), o Estado está atualmente com 97% da sua rede de saúde pública utilizada. Tal saturação representa risco mesmo para pessoas com outros problemas de saúde, uma vez que não haverá leitos e equipe médica para atender a todos. Nesta terça-feira (22), foram registradas imagens das primeiras covas coletivas abertas no cemitério Nossa Senhora Aparecida, no bairro Tumarã, zona Sul de Manaus.

Com mais 110 novos registros, o Amazonas chegou 2.276 casos do novo coronavírus. O número de mortes chegou a 193. A última atualização dos números aconteceu nesta terça-feira.

Método

A In Loco afirma que sua tecnologia é 30 vezes mais precisa que o GPS e usa informações criptografadas e agregadas por bairro. Feito isso, os dados passam a indicar a movimentação desse grupo de pessoas dentro dos bairros. Desta forma, um baixo percentual de isolamento representa um grande número de pessoas entrando ou saindo de determinado bairro ou região.

Privacidade

A empresa garante que as informações usadas na medição são criptografadas e agregadas por bairro, tornando-se dados estatísticos que preservam a privacidade das pessoas. Feito isso, os dados passam a indicar a movimentação desse grupo de pessoas dentro dos bairros. Desta forma, um baixo percentual de isolamento representa um grande número de pessoas entrando ou saindo de determinado bairro ou região.

https://apoia.se/vocativo

Foto: Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: