Amazonas

Óbitos chegam a três e Amazonas registra 175 casos do novo coronavírus

O Amazonas totalizou 175 casos confirmados do novo coronavírus (covid-19) no início da tarde desta terça-feira (31). A atualização dos números, que contabilizou mais 24 novas infecções, foi feita via redes sociais pela diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Rosemary Pinto e pelo titular da Secretaria de Saúde, Rodrigo Tobias. Ainda nesta terça, foram confirmadas duas mortes no Estado em decorrência do Covid-19, uma durante a coletiva de imprensa.

Mais um município do interior entrou na lista de cidades com pacientes infectados. Dos 175 pacientes infectados, 159 são de Manaus e 16 no interior. Os pacientes do interior são, pela ordem: 4 são de Manacapuru (distante 103 km de Manaus), 3 são de Parintins (distante 365 km de Manaus), , dois casos em Itacoatiara (distante 175 km de Manaus), um caso em Anori (distante 195 km de Manaus), um de Santo Antônio do Içá (distante 880 km da capital), um em Boca do Acre (distante 1,026.73 km de Manaus) e um em Novo Airão (distante 193 km de Manaus).

Dos pacientes infectados, 28 estão internados, sendo 22 na rede privada e seis no Hospital Delphina Aziz, zona Norte de Manaus. Há ainda 12 pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), sendo 9 na rede particular e 3 no Delphina Aziz. Os pacientes na UTI da rede pública estão em tratamento com a cloroquina em caráter experimental. Há quatro casos oficialmente curados. De todos os casos confirmados, 25 pacientes, ou seja 14%, são de profissionais de saúde. Há 26 pacientes considerados oficialmente curados.

O Amazonas registrou até o momento três mortes decorrentes de complicações causadas pelo convid-19. Uma delas foi anunciada na manhã desta terça e outra durante a coletiva de imprensa. Todos os pacientes mortos possuíam comorbidades, ou seja, doenças que contribuíram para o agravamento do seu estado de saúde. Dos pacientes mortos, dois são de Manaus e um é de Parintins. Há ainda um óbito em investigação como possível caso.

Há ainda 120 casos em investigação como possíveis infectados. Os casos internados na rede pública já estão em protocolo de testes da cloroquina, medicamento que está sendo observado no tratamento da doença.

UTI’s não chegaram

O Secretário Estadual de Saúde, Rodrigo Tobias, reclamou da falta 10 leitos de UTI prometidos pelo Ministério da Saúde estão atrasados em todo o país. Segundo Tobias, os leitos estão parados em São Paulo, já que o aeroporto de Guarulhos está com as atividades operacionais suspensas.

Transmissão comunitária

Os novos casos confirmaram a chamada transmissão comunitária no Amazonas, quando pacientes infectados contaminam outros moradores locais. A partir de agora, as autoridades de saúde não podem mais detectar a origem das contaminações.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: