Cotidiano

Equipamento que transforma lixo orgânico em energia chega ao Brasil

O material orgânico corresponde a 52% do volume total de resíduos produzido no Brasil, segundo dados do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), e na maioria das vezes é destinado a aterros sanitários sem qualquer tratamento. Contudo, há diversas formas de reaproveitá-lo no dia a dia, desde o simples ato de separá-lo de outros materiais e enviar à reciclagem, até a prática da compostagem. Um equipamento que chega ao Brasil este ano reutiliza esse lixo de forma ainda mais criativa e benéfica, com impactos socioambientais e na saúde pública, incentivando uma reciclagem inteligente, ajudando populações com saneamento básico precário e estimulando a erradicação do uso de carvão para cozinhar.

Criado por uma empresa israelense e já presente em mais de 70 países, o HomeBiogas (www.homebiogas.com.br) utiliza os restos de alimento para produzir energia em forma de gás, que pode ser empregado no dia a dia. O aparelho é um sistema autônomo e projetado para ser DIY, ou seja, o próprio consumidor prepara seu funcionamento de forma rápida e fácil. Para começar, é preciso estimular a reprodução de bactérias, que ficam no biodigestor. Basta adicionar 100 litros de estrume animal e água e, em até duas semanas, o gás começa a ser produzido, fica armazenado e já pode ser empregado na cozinha. A partir deste substrato, é possível produzir até 3 horas de gás para consumo diário.

Como subproduto, há um biofertilizante líquido, orgânico e natural, que é ideal para jardinagem e agricultura em pequena escala. “Outro grande diferencial do HomeBiogas é que ele recebe qualquer tipo de lixo orgânico, incluindo óleos e frituras, e não só legumes, vegetais e frutas in natura”, acrescenta Leandro Toledano, representante da marca no Brasil. Ele ressalta que o usuário só precisa se preocupar em manter a umidade, para garantir a atividade biológica.

Impacto socioambiental

Além de ajudar na economia de energia, o HomeBiogas tem importante papel na proteção do meio ambiente. Apenas um sistema já reduz até seis toneladas de emissão de gás por ano e, com a diminuição do lixo destinado a aterros, caem os gastos com transporte e espaço nos lixões. E mais: substitui o carvão, ainda muito usado por populações em todo o mundo, reduzindo o desmatamento e solucionando problemas de saúde – segundo a ONU, são 4,3 milhões de mortes anuais causadas por complicações respiratórias relacionadas ao carvão.

O sucesso do aparelho é atestado mundialmente, como nos Estados Unidos, Austrália e em países da África. “A energia passa a ser quase que de produção autônoma em regiões isoladas, que sofrem com problemas de saneamento básico, iluminação, educação, produção e manutenção da produção do próprio alimento. No Brasil, temos que conscientizar a população como um todo e ajudar regiões precárias”, diz Toledano.

Projetado para uma família de, em média, oito pessoas, que resida em casa (não foi desenvolvida uma versão para apartamentos), o HomeBiogas terá o custo de R$ 5.900. “É um equipamento fácil de usar, que exige pouca manutenção e tem grande durabilidade. Seu potencial de impacto socioambiental é gigantesco, levando a sustentabilidade para dentro e fora das casas”, afirma o empresário.

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.