Sem categoria

Greve dos rodoviários de Manaus entra no segundo dia

Mesmo após reunião nesta terça-feira (29/05), não houve acordo entre o Sindicato das Empresas de Transporte de Manaus (Sinetram) e o Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Rodoviário de Manaus (STTRM). Assim, novamente nesta quarta-feira (30) a população de Manaus amanheceu com sua frota de ônibus reduzida. Diante do impasse, o prefeito Arthur Virgílio Neto determinou que, em 24 horas, as categorias firmem acordo e ponham fim à paralisação no Sistema de Transporte Coletivo, sob pena de multa a ambas as entidades.

“A Procuradoria Geral do Município vai entrar com uma ação junto à Justiça do Trabalho, para pedir multa rigorosa para ambas as partes. E para terminarmos de vez com esse imbróglio, vamos agir agora contra ambos os sindicatos e será assim daqui em diante”, afirmou o prefeito.

Ainda segundo Arthur Neto, os rodoviários deram a ele a garantia de que 70% da frota irá para as ruas durante toda a quarta-feira, 30, o mínimo suficiente para que a população não tenha maiores prejuízos. O Sindicato dos Rodoviários não abre mão de um valor retroativo de R$13 milhões e pedem um reajuste de 7,5%, com possibilidade de rever o valor percentual. Já os empresários, que durante a reunião deixaram a mesa de negociação, oferecem 6,5%.

Com informações e foto da Semcom

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: