Em Destaque

Governo Bolsonaro ignorou 53 e-mails da Pfizer sobre compra de vacinas em 2020

O governo Bolsonaro ignorou nada menos que 53 e-mails da Pfizer sobre a compra de vacinas contra a Covid-19 em 2020 e não apenas 11 como se imaginava anteriormente. A informação foi divulgada na manhã desta sexta-feira (04/06/21) pelo vice-presidente da CPI da Pandemia no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), em sua conta no Twitter.

“Na investigação que estamos fazendo na CPI da Pandemia descobrimos que, na verdade, foram 53 e-mails da Pfizer que ficaram sem resposta. O último, datado de 2 de dezembro de 2020, é um e-mail desesperador da Pfizer pedindo algum tipo de informação porque eles queriam fornecer vacinas ao Brasil”, disse o senador.

Em depoimento à comissão, o presidente da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, confirmou a demora para a negociação das vacinas por parte do governo brasileiro. Segundo ele, a Pfizer fez três ofertas ao Brasil em agosto de 2020. Elas previam a entrega de até 70 milhões de doses ainda no ano passado. O Brasil começou a imunização contra o coronavírus em janeiro de 2021 com a vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan.

Foto: Anderson Riedel/PR

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: