Amazonas Covid-19

FVS monitora surto de Covid-19 em Autazes, região alvo de garimpeiros na última semana

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) está intensificando o monitoramento do cenário epidemiológico da Covid-19 em Autazes (distante 111 quilômetros de Manaus). A região ganhou destaque na última semana após a invasão de centenas de garimpeiros na comunidade de Rosarinho, nos arredores da cidade.

O surto teve início no dia 22 de novembro, quando foram confirmados dois casos de Covid-19 na aldeia de indígenas Guapenú, pertencente ao Polo Base Pantaleão, coordenado pelo Distrito Sanitário Especial Indígena de Manaus que responde à Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

Sete dias depois, no dia 29 de novembro, foram registrados outros oito casos positivos durante testagem na localidade. Ainda no dia 29 de novembro, foi registrado um caso de Covid-19 em uma segunda aldeia, a aldeia Soares, totalizando 11 casos de Covid-19 em área indígena identificados.

A data coincide com o início dos relatos de garimpeiros na região. No último dia 24 de novembro, as imagens de centenas de balsas de extração de ouro na comunidade de Rosarinho, nos arredores de Autazes, correram o mundo. No entanto, a FVS-RCP ainda não confirmou ao Vocativo se há relação entre o garimpo e o surto.

Somente em novembro, foram 99 casos confirmados de Covid-19 em Autazes. Em outubro, foram apenas quatro informados pela Secretaria Municipal de Saúde do município. “Estamos monitorando os casos e todas as ações de isolamento e rastreio de casos devem ser tomadas para evitar a transmissão do vírus”, destaca a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim.

1 comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: