Cotidiano

Teatro Amazonas recebe público para espetáculos a partir de terça-feira (20/07)

Primeira apresentação vai ser da Orquestra de Violões do Amazonas, com agendamento pelo Portal da Cultura

Nesta terça-feira (20/07), a partir das 20h, o Teatro Amazonas volta a abrir as portas para receber o público para espetáculos. A primeira apresentação vai ser da Orquestra de Violões do Amazonas (Ovam), com “De Canhoto a Nicanor”, com acesso gratuito.

Segundo o secretário de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, uma série de regras foi adotada para prevenção da Covid-19, e o espaço vai funcionar, neste primeiro momento, com metade da capacidade na plateia. Ele explica que o acesso é somente com agendamento, que começa neste sábado (17/07), pelo Portal da Cultura (cultura.am.gov.br).  

“O Teatro Amazonas criou um manual de protocolos para proporcionar uma experiência segura ao público, artistas e toda equipe técnica envolvida nos espetáculos, para evitar principalmente aglomeração. A entrada vai acontecer pelas três portas da frente, uma hora antes dos espetáculos, e a saída, pelas laterais”, adianta o titular da pasta.

“É um momento importante na história do nosso maior patrimônio e estamos em constante avaliação do cenário para cumprir as medidas estabelecidas em decreto pelo Governo do Amazonas e preservar a saúde de todos que frequentam o equipamento cultural”.

Entre os protocolos adotados estão o uso obrigatório de máscara, aferição de temperatura e álcool em gel em pontos estratégicos. Os assentos na plateia e nas frisas vão ser intercalados para manter o distanciamento. “Todos os espaços passam por sanitização e tem higienização frequente”, afirma o secretário. “Nossa equipe também passou por treinamento para orientar os visitantes”.

‘De Canhoto a Nicanor’ 

A Orquestra de Violões do Amazonas (Ovam), com regência do maestro Davi Nunes, sobe ao palco para exibir um repertório brasileiro, que vai ser executado por 18 músicos, entre violonistas e percussionistas. “É uma alegria fazer a reabertura dos espetáculos para o público no Teatro Amazonas e voltar com a orquestra completa depois de um ano e meio. A Ovam se sente honrada e esperançosa para a retomada das atividades presenciais”, declara o maestro Davi Nunes.

“O repertório da noite vai ser composto por obras genuinamente brasileiras, com compositores como Canhoto, João Pernambuco, Sebastião Tapajós, Hermeto Pascoal e Nicanor Teixeira, uma diversidade muito interessante, inclusive com obras inéditas em apresentações da orquestra”. 

O regente conta que, na pandemia, a preparação do Corpo Artístico acontece em formato on-line, por meio do Google Meet. 

“Ensaiamos com cada naipe dividido em salas digitais e, assim, conseguimos fazer ajustes em processos como passagem de música”, comenta o maestro. 

Programação –

Em julho, as apresentações seguem com a Amazonas Filarmônica e Balé Folclórico do Amazonas.  O espetáculo “Sinfonia Surpresa e Concerto de Khachaturian” vai ser apresentado com a Amazonas Filarmônica, no dia 22, com obras de Franz Joseph Haydn e Aram Khachaturian.

No dia 27 é a vez do Balé Folclórico do Amazonas (BFA), com o espetáculo “Cores do Rio”, sobre um trabalho de pesquisa conduzido pela diretora artística da companhia, Conceição Souza, e desenvolvido pelos próprios bailarinos acerca da realidade amazônica.

No dia 29, a Amazonas Filarmônica apresenta a “A Forma-Sonata – Sinfonia Linz de Mozart”, um concerto sobre a forma-sonata, encontrada na estrutura de muitas sinfonias do classicismo, com o maestro Otávio Simões. As apresentações também vão ser transmitidas pelo Facebook e canal da Secretaria de Cultura e Economia Criativa no Youtube (@culturadoam), além do Facebook da TV Encontro das Águas.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: