Amazonas Cotidiano

AM: pesquisadores encontram nova espécie de planta, que já está ameaçada de extinção

Uma nova espécie de planta foi descoberta no Amazonas durante uma pesquisa ecológica inédita feita por cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) e da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). No entanto, essa mesma espécie já está sendo considerada ameaçada de extinção pelo ação direta do homem.

Tovomita cornuta foi catalogada em um estudo publicado na revista “Acta Botanica Brasilica” nesta quarta-feira (16/02/2022). A nova espécie pertence a um grupo de plantas que compreende 53 espécies exclusivamente neotropicais da família Clusiaceae e pode ser encontradaa em florestas de campinarana, no nordeste do Amazonas. As campinaranas são um tipo de vegetação diferenciada que se desenvolve sobre solos arenosos extremamente pobres em nutrientes.

Dentre as quatro áreas conhecidas de ocorrência da Tovomita cornuta, duas estão em Unidades de Conservação de uso sustentável (Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé e do Uatumã) e as outras duas áreas são consideradas ameaçadas. Dentre as ameaçadas, a primeira sofre com a perda de habitat devido ao crescimento urbano da cidade de Manaus (Ponta Negra), e a segunda pela perda de habitat resultante da criação do lago de Balbina.

“Podemos dizer que de modo geral, na região de Manaus as principais ameaças seriam a perda de habitat oriunda da falta de planejamento urbano, o que leva a um crescimento desordenado e a supressão de diversas áreas florestais. Além de outras atividades ilegais, como a retirada de areia de áreas de campinarana para a construção civil, a exploração madeireira e as queimadas”, alerta Layon Oreste Demarchi, ecologista do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), um dos autores do estudo, em parceria com os pesquisadores Maria Teresa Piedade e Lucas Marinho.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: