Amazonas

Visita de Bolsonaro a Manaus é marcada por confusão e aglomerações

PM retirou faixa de protesto, mas manteve outra que atacava o STF

O presidente da República, Jair Bolsonaro, cumpriu agenda na manhã desta sexta-feira (23) em Manaus, onde acompanhado por vários ministros participou da inauguração da segunda etapa do Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques. A obra foi iniciada ainda no governo Dilma Rousseff e estava destinada à Copa do Mundo de 2014. O evento foi marcado por aglomerações, protestos e ação truculenta da PM do Estado.

Como de costume, o presidente esteve durante todo o evento sem máscara, inclusive quando interagiu com apoiadores. Esta foi a primeira ida de Bolsonaro ao estado desde o colapso na saúde, provocado pela superlotação e falta de oxigênio nos hospitais. Durante a cerimônia, o presidente foi homenageado com o Título de Cidadão do Amazonas.

Dezenas de manifestantes, contra e a favor do presidente, estiveram presentes ao evento. No entanto, a ação da Polícia Militar do Amazonas se concentrou nos opositores do presidente. Uma faixa de protesto contra Bolsonaro foi retirada por ordem da PM, enquanto outra, contendo frases antidemocráticas e que estava fixada no mural do Sambódromo, que fica ao lado do centro Vasco Vasquez, foi mantida.

Durante os protestos, um dos oficiais presentes, o tenente coronel PM José Pedro França Fonseca teria empurrado uma manifestante, identificada como a professora Bia Calheiro. As imagens foram cedidas por outro manifestante que publicou o vídeo em sua conta no Twitter. A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas ainda não se manifestou sobre o ocorrido.

Até esta quinta, o Amazonas registrava 365.969 casos de Covid-19 e 12.474 o total de mortes. É o maior número de mortes por milhão de habitantes do país. O governo federal é alvo de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado e de processo junto ao Ministério Público Federal (MPF) por negligência durante a crise do oxigênio em Manaus no mês de janeiro.

Foto: Alan Santos/PR

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: