Amazonas

Senador do Amazonas quer instalação da CPI das ONGs antes da CPI da Covid

Plínio Valério (PSDB-AM) tem se mostrado alinhado ao discurso do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) ao acusar, sem provas, organizações de crimes na região Amazônica

O senador Plínio Valério (PSDB-AM) protocolou requerimento na última sexta-feira (09/04) para que a CPI da Covid seja instalada apenas depois da instalação da CPI para investigar as ONGs na Amazônia. O senador tem se mostrado alinhado ao discurso do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) ao atribuir a essas organizações crimes. Mas, assim como o presidente, o parlamentar também não apresenta provas de quaisquer irregularidades.

No pedido dirigido ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, Plínio alega que a CPI das ONGs — de sua autoria — cumpriu todas as exigências necessárias à instalação e está pronta para começar a funcionar desde o início de 2020. Segundo Plínio, o Senado deve seguir a ordem de antiguidade na instalação das comissões.  De acordo com o senador, a comissão “servirá para separar o joio do trigo e combater a ação de muitas ONGs que estão na Amazônia principalmente para roubar”.

“Observe-se que a CPI das ONGs recebeu assinaturas — e portanto apoio — acima do exigido para sua instalação. Além disso, e ao contrário do que ocorreu com a CPI da Covid, foi lida em Plenário. Por essa razão, requeremos sua instalação imediata”, pede o senador no documento. 

Na justificativa Plínio argumenta que a mesma urgência alegada para a instalação da CPI da Covid existe também em relação à preocupação com o agravamento do desmatamento na Amazônia, o que tem causado comoção em todo o mundo. Em entrevista à Agência Senado, Valério insinua haver relação entre as organizações e o aumento nas queimadas e desmatamento na região.

“Com efeito, causaram comoção mundial os indicadores que apontam aumento no desmatamento da Amazônia, assim como o surto de queimadas que assolaram e assolam a região, com graves efeitos tanto para a preservação do meio ambiente quanto para a imagem do Brasil no plano internacional. As reais dimensões desses graves fatos, assim como a responsabilidade por eles, precisam ser investigadas de forma independente”, diz a justificativa do requerimento.

O pedido de Plínio chega após decisão liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Roberto Barroso que determinou ao Senado instalar a CPI da Covid. Também não pode ser descartada que essa manobra tenha como real objetivo tentar atrapalhar o andamento da investigação sobre a pandemia.

Com informações da Agência Senado. Foto: Beto Barata/Agência Senado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: