Amazonas

Secretário de Inteligência do Amazonas é preso por extorção de garimpeitos

Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado investiga se membros da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (SEAI) do Amazonas estariam extorquindo garimpeiros com o uso de estrutura, pessoal e de expertise do órgão

Atualizada às 09h25

O Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (GAECO) deflagrou na manhã desta sexta-feira (09/07/21) a Operação Garimpo Urbano, com apoio operacional da Polícia Federal. A operação investiga ação de agentes públicos ligados a órgão de cúpula da Segurança Pública do Estado do Amazonas, supostamente envolvidos em crime de extorsão de garimpeiros da região com o uso da estrutura de inteligência da secretaria.

Foram cumpridos mandados de prisão temporária e de busca e apreensão tanto nesta capital como no interior do Amazonas e no interior do Pará. Durante a ação, o o secretário de Inteligência do estado, Samir Freire, foi preso. Os investigadores apuram se membros da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (SEAI) do governo estariam monitorando e extorquindo garimpeiros com o uso de estrutura, pessoal e experiência do órgão.

Além do secretário Samir Freire, foram presos também o investigador da Polícia Civil, Jarday Bello e um servidor da secretaria que não teve o nome divulgado. Outros dois alvos da operação, Adriano frizzo e Andre Silva Costa estão foragidos. Em nota, o Governo do Amazonas afirmou que os agentes públicos serão  afastados dos cargos que ocupam e exonerados das funções. 

4 comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: