Amazonas

Renan inclui governador e ex-secretário do Amazonas entre os indiciados da CPI

O relator da CPI da Pandemia no Senado, Renan Calheiros (MDB-AL) decidiu incluir no relatório final o indiciamento do governador do Amazonas, Wilson Lima, e do ex-secretário estadual de Saúde Marcellus José Barroso Campêlo. O governador foi indiciado pelos crimes de epidemia com resultado morte e prevaricação, enquanto o secretário apenas por prevaricação.

O acréscimo foi feito por sugestão de Eduardo Braga (MDB-AM), que anunciou a retirada de um voto em separado que havia sido apresentado à CPI. “Tendo o senador Renan acatado em completo o adendo apresentado, inclusive com o indiciamento do governador e do secretario estadual, posso retirar meu voto em separado. Na realidade, ele acata todo o relatório e apenas aditava o indiciamento”, explicou Braga. O relatório final da CPI da Pandemia está sendo votado nesta terça-feira (26/10/21).

Até o momento, o Amazonas tem 13.764 mortos em decorrência da Covid-19, uma das mais altas taxas de mortalidade do país. Além dos números assustadores, alguns dos momentos mais dramáticos da pandemia foram vivenciados em Manaus, como o episódio das covas coletivas durante a primeira onda doença, além das 31 mortes por asfixia mecânica na rede hospitalar da capital entre os dias 14 e 15 deste ano, na segunda onda.

Fonte: Agência Senado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: