Amazonas

PSOL tenta impedir concessão de título de Cidadão do Amazonas a Bolsonaro

Nesta quinta-feira (22), o diretório do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) no Amazonas entrou com uma ação ordinária para anulação de ato legislativo para impedir que a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) conceda o Título de Cidadão ao presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido).

O Projeto de Lei (PL) 188/2021, de autoria do deputado estadual bolsonarista Delegado Péricles (PSL), foi votado em regime de urgência na última terça-feira (20) e, na avaliação da direção regional do PSOL, sem levar em conta a omissão do Governo Federal no combate à pandemia e agenda de desmonte da Zona Franca de Manaus.

De acordo com comunicado nas redes sociais do partido, o PSOL Amazonas “não vê motivos em conceder tal honraria à um governo que, desde o início da pandemia tem trabalhado para levar o país a uma devastadora tragédia humanitária, desdenhando a ciência, promovendo uso de remédios ineficazes, atacando as medidas de prevenção da doença, descartando a importância da vacina e ainda debochando das vítimas e famílias em luto”.

No entanto, a homenagem pode nem chegar a ser concedida. Isso porque seis deputados estaduais retiraram suas assinaturas do projeto. Além disso, também não votaram para conceder a honraria os deputados Abdala Fraxe (Podemos), cabo Maciel (PL), Mayara Pinheiro (PP), Nejmi Aziz (PSD), Alvaro Campelo (PP) e Fausto Jr (PRTB), além de Joana Darc (PL), que está em licença maternidade e Sinésio Campos (PT), que não estava na sessão.

De todos os votantes, somente o deputado e ex-prefeito de Manaus, Serafim Corrêa (PSB) votou contra. A ALE/AM marcou para esta sexta (23) a entrega do título de cidadão amazonense ao presidente, durante visita de Bolsonaro a Manaus. O presidente estará na cidade para a inauguração de uma obra no Centro de Convenções Vasco Vasquez. O empreendimento começou ainda no governo Dilma Rousseff (PT), visando a Copa do Mundo de 2014.

Foto: Alan Santos/PR

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: