Amazonas

Preço da gasolina chega a R$ 7,95 no Amazonas

Levantamento feito pelo Conselho Regional de Economia feito entre os dias 12 e 18 de junho mostra que o preço da gasolina no Amazonas está perto dos R$ 8 e ainda não reflete totalmente o último reajuste anunciado pela Petrobras

O aumento no preço dos combustíveis já virou parte da rotina dos brasileiros nos últimos anos. Nesta terça-feira (21/06/2022), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou uma pesquisa, feita entre os dias 12 e 18 de junho, onde o preço do combustível chega a R$ 7,95 na capital amazonense, sendo a 15ª capital mais cara segundo a pesquisa.

De acordo com o presidente do Conselho Regional de Economia do Amazonas (Corecon-AM), Marcus Evangelista, o problema do aumento de combustível não é só na questão de abastecer o carro. “Quando temos o aumento no diesel, isso afeta diretamente no valor do frete, ou seja, da nossa alimentação, pois praticamente tudo que nós consumimos no Amazonas vem de fora”, disse Marcus.

Os postos de gasolina de todo o país já começam a repassar aos consumidores o valor do reajuste da gasolina e do diesel, anunciados pela Petrobras, na última sexta-feira (17/06), podendo causar grande impacto, aumentando ainda mais a inflação, que atualmente está em 11,73.

Segundo a pesquisa feita pela ANP, o preço médio do litro da gasolina no país recuou de R$ 7,24 para R$ 7,23, uma queda de 0,21%, o maior valor encontrado foi de R$ 8,99. O presidente do Corecon-AM dá dicas de como a população pode economizar.

“Infelizmente nós não temos um transporte público de qualidade então dificilmente a pessoa que tem um carro vai deixar o seu carro na garagem para andar de ônibus. Meu conselho é economizar o máximo de carona compartilhada, procurar percursos mais curtos, evitar aqueles horários de “pico”, enfim, fazer manobras para tentar fazer o seu combustível render ao máximo. É o momento de fazer uma revisão do carro, calibrar os pneus que são técnicas que as pessoas utilizam para fazer o carro andar mais consumindo menos”, aconselhou Marcus Evangelista.

Ainda segundo o presidente, o álcool ou etanol nem sempre é uma boa opção. “O etanol está sempre mais barato sim, porém o motor funcionando com o etanol ele rende 30% menos do que a gasolina. Então, querer abastecer com etanol pode ser uma economia ilusória”, considera Marcus, alertando ainda que o consumidor pode fazer um cálculo rápido, antes de abastecer e escolher o que é mais vantajoso. “O que deve ser feito é tirar 70% do valor da gasolina, se o preço do etanol ficar abaixo, abasteça com ele, mas se ficar acima, escolha a gasolina”, explicou o presidente do Corecon-AM.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: