Amazonas

Mesmo com redução, desmatamento na Amazônia ainda é maior que agosto de 2018

Dados do sistema DETER, do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe), divulgados nesta sexta-feira (10/09/21), apontam que em agosto deste ano 918 km² da Amazônia estão com alertas de desmatamento. Apesar da queda em comparação com 2020, 32% menor, os alertas estão 42.7% maiores do que em agosto de 2018.

“Apesar dos dados divulgados hoje serem menores do que o mesmo mês de 2020, não podemos comemorar, pois é notório que não representa de fato uma queda, é apenas um declínio do padrão de destruição que se estabeleceu nos últimos anos, o “padrão Bolsonaro'”, comenta Rômulo Batista, porta-voz da campanha de Amazônia do Greenpeace. Veja aqui imagens de desmatamento registradas em julho de 2021

De janeiro a agosto de 2021 os alertas de desmatamento somam 6026 km², praticamente igual ao mesmo período em 2020, onde os alertas somaram 6099 km². Este é o terceiro ano seguido em que o período, de janeiro a agosto, fica acima de 6.000 km2, algo que só ocorreu durante o governo Bolsonaro. Por outro lado, ficou constatado aumento das queimadas no mesmo período.

Com informações do Greenpeace

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: