Amazonas

Josué Neto fala em prevenção, mas aprova manifestações durante pandemia de Covid-19

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Josué Neto, e demais membros da Mesa Diretora anunciaram, neste sábado (14), em entrevista coletiva, uma série de medidas para evitar a propagação do coronavírus no ambiente parlamentar. O anúncio foi feito após confirmação do primeiro caso da Covid-19 no Estado.

Entre as principais medidas estão a suspensão, por 20 dias, de todos eventos coletivos que não estejam diretamente relacionados às atividades legislativas do Plenário e das Comissões. Serão mantidas as Sessões Plenárias Ordinárias, que acontecem às terças, quartas e quintas, apenas diminuindo o número de servidores dentro do plenário.

O acesso às dependências da Assembleia também será restrito aos deputados, servidores, terceirizados, autoridades e imprensa, salvo sobre prévia autorização.

No entanto, no domingo (15), o presidente comemorou as manifestações em favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que contrariaram as recomendações do Ministério da Saúde e da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) que recomendam que todo cidadão evite aglomerações.

“Vamos utilizar todas as ações no sentindo de fazer uma campanha didática e de prevenção para os servidores e para a sociedade. Acima da atividade parlamentar está a vida e a saúde”, afirmou Josué Neto na coletiva. Já em seu perfil no Facebook, Neto mostrou não se importar com as aglomerações em público. “Apesar de todos os medos, a vontade de ir as ruas foi maior para dizer que nós brasileiros ao apoiarmos e votarmos no Bolsonaro em 2018, estamos no caminho certo”, disse.

De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde, de domingo (15) à noite, o país tem 200 casos confirmados da doença, 1.913 casos suspeitos e 1.486 casos descartados. Ainda não há casos de óbito por Covid-19 no país.

Foto: Joel Arthus

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: