Amazonas

Informalidade recorde e queda no rendimento: a realidade do Amazonas em 2021

Os indicadores de emprego de 2021 do Amazonas começaram a ser divulgados nesta quinta-feira (24/02/2022) pelo IBGE. E a situação é preocupante. A taxa média anual da informalidade da economia do Estado foi de 59,5% em 2021, a maior entre todos da Federação e Distrito Federal. Os dados estão na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada hoje. Essa também é a maior taxa do país desde o início do cálculo pelo órgão, em 2016.

Já a taxa de desocupação – percentual de pessoas da força de trabalho que estão desempregadas – caiu um ponto em relação a 2020, indo de 16% para 15%. Mas isso passou longe de ser um resultado positivo, já que ela foi a sexta maior do país ano passado e a terceira maior da série da pesquisa, inferior apenas aos anos de 2017 e 2020. O ano em que o estado teve maior número de pessoas empregadas foi em 2014 (7,9%).

No último trimestre de 2021, caiu o número de pessoas ocupadas por conta própria, ou seja, com CNPJ, em todo o estado. Na época, eram 34 mil pessoas, no Amazonas, 10 mil a menos (-22,7%), em relação ao trimestre anterior. Ao todo eram na época 605 mil pessoas trabalhando por conta própria (36,2% do total de pessoas ocupadas), no Amazonas,71 mil a mais, na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior (crescimento de 13,4%). Desses, 571 mil (86,4%) não possuíam CNPJ, ou seja, trabalhavam por conta própria, de maneira informal.

Rendimento médio cai no Amazonas

O rendimento médio do trabalhador caiu em 2021 em relação ao mesmo período de 2020. Nos últimos três meses do ano passado houve queda de 13,4%, o que representou diminuição de R$277,00 no rendimento médio do trabalhador do Amazonas em relação aos três últimos meses de 2020.

Esse indicador é importante porque reflete o quanto os salários dos trabalhadores contribuiu para a economia. No 4º trimestre de 2021, este valor chegou a 2,7 bilhões, o que representou estabilidade em relação ao trimestre anterior. Na comparação desse indicador com o mesmo trimestre de 2020, o número caiu 6,6%, ou R$ 194 milhões a menos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: