Amazonas

Indigenista e jornalista britânico estão desaparecidos no Amazonas

O jornalista Dom Philips, correspondente do The Guardian no Brasil, e o indigenista Bruno Pereira estão desaparecidos há mais de 24 horas após saírem para uma missão na região da Terra Indígena Vale do Javari, que fica entre Atalaia do Norte e Guajará, no oeste do estado do Amazonas. Pereira era alvo de ameaças. As autoridades brasileiras ainda não se manifestaram sobre o ocorrido.

A União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) afirmou que ambos se deslocaram para uma comunidade chamada Lago do Jaburu (próxima da Base de Vigilância da FUNAI no rio Ituí), onde o jornalista faria entrevistas com os indígenas. No dia 05, os dois teriam retornado para a cidade de Atalaia do Norte, porém, antes pararam na comunidade São Rafael. De lá, não se tem mais informações sobre a dupla.

Ainda segundo a Unijava, a chande ambos terem se perdido é remota, uma vez que Bruno Pereira é um profundo conhecedor da região, além de ter sido Coordenador Regional da Funai de Atalaia do Norte. A Unijava afirma ainda que, a partir e informações colhidas, se constatou que a equipe recebeu ameaças em campo. A própria entidade já havia sido alvo de ameaças anteriormente.

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um procedimento administrativo para apuração e acionou a Polícia Federal, a Polícia Civil, a Força Nacional, a Frente de Proteção Etnoambiental Vale do Javari, e a Marinha do Brasil. Esta última já confirmou ao MPF que conduzirá as atividades de busca na região, por meio do Comando de Operações Navais. Em nota, a Polícia Federal informou que já está acompanhando e trabalhando no caso. Segundo a corporação, as diligências estão sendo empreendidas e serão divulgadas oportunamente.

7 comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: