Amazonas

Governo do Amazonas é acusado de crime eleitoral em Coari

A Promotoria Eleitoral de Coari, no interior do Amazonas, com o auxílio do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (GAECO), deflagrou neste sábado (20/11/21) a Operação In Dextro Tempore. O alvo foi o governo do Amazonas, que está sendo acusado de crime eleitoral em favor do candidato Róbson Tiradentes Júnior (PSC), mesmo partido do governador Wilson Lima.

A cidade de Coari realiza neste domingo (21/11/21) eleição complementar para os cargos de Prefeito e Vice-Prefeito. Em virtude disso, a realização de programas, prestações ou doações desta espécie podem configurar abuso de poder político e econômico, com desequilíbrio do pleito, sendo conduta ilegal neste período. O governo entregava na cidade cartões dos programas Auxílio Estadual e do Peixe no Prato Solidário, o que foi considerado irrelgular pela justiça eleitoral.

A promotoria também constatou a chegada de cerca de 3000 (três mil ranchos) à cidade com logística movimentada pelo Governo do Estado, e que foram estocados em Escola Estadual. O Ministério Público e a Justiça Eleitoral apreenderam o material para que eles fossem ofertados em após o período eleitoral.

Em nota, o Governo do Amazonas afirmou que as ações do Estado realizadas neste sábado fazem parte de programas que atendem necessidades urgentes da população e que não houve apreensão de aviões e embarcações do Estado.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: