Amazonas

Câmara Municipal de Manaus vai gastar R$ 900 mil para digitalizar documentos

A mesa diretora da Câmara Municipal de Manaus (CMM) anunciou a contratação da empresa Ikhon Gestão, Conhecimentos e Tecnologia LTDA. para a digitalização de documentos no valor de R$ 903 mil. A informação consta no Diário Oficial da CMM desta sexta-feira (26/11/21) e foi assinada pelo presidente, vereador David Reis (Avante).

O contrato terá validade por seis meses, o que vai gerar um custo mensal de R$ 150 mil. A empresa, com sede em Brasília, já havia sido beneficiada por uma outra compra, também sem licitação, em agosto deste ano, no valor de R$ 943.280,00 para fazer serviços de manutenção no sistema digital da casa. Em maio, a CMM contratou, dessa vez por mais de R$ 2,2 milhões, uma empresa para oferecer serviços semelhantes. O Vocativo aguardou posicionamento da a assessoria do presidente da Câmara a respeito, mas ainda não obteve resposta.

A gestão de David Reis tem sido criticada pelas frequentes dispensas de licitação e aumento de gastos. Em setembro, a presidência da CMM se envolveu em polêmica ao anunciar a obra de construção de um prédio anexo ao da atual sede no valor de R$ 31.979.575,63. A obra foi alvo de muitas críticas pela opinião pública e acabou suspensa pela justiça. Segundo dados do Portal da Transparência da Câmara reunidos pelo Vocativo, os gastos com despesa de pessoal subiram 19% nos quatro primeiros meses de 2021 em relação ao ano passado.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: