Amazonas

Busca de jovens amazonenses por título de eleitor vem caindo nos últimos anos

O número de jovens amazonenses entre 15 e 18 anos que buscam o títulos de eleitor vem caindo nos últimos anos. E não é só a pandemia que explica essa queda. Entre 2018 e 2019, por exemplo, 98.422 jovens tiraram seus títulos contra 131.808 só em 2012

O número de jovens amazonenses entre 15 e 18 anos que buscam a retirada de títulos de eleitor vem caindo nos últimos anos, em especial com o início da pandemia da Covid-19. A informação consta em levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgados nesta segunda-feira (28/03/2022).

Entre os anos de 2018 e 2019, o total de 98.422 jovens nessa faixa etária tirou o título de eleitor e estava apto a votar à partir dos 16 anos. Já entre os anos de 2020 e 2021, primeiros anos da pandemia, o número despencou 43%, caindo para 55.317. Mas mesmo antes desse período, a queda dessa procura já estava acontecendo. Pra se ter uma ideia, só em 2012, o número chegou a 131.808, ultrapassando de longe o período dos dois anos anteriores à pandemia.

Entre os dias 14 e 18 de março de 2022, o TSE promoveu a Semana do Jovem Eleitor, com o objetivo de melhorar o número de jovens com título de eleitor para as eleições deste ano. No Amazonas, 2.419 jovens regularizaram sua situação eleitoral. Esse número é maior, por exemplo, do que a quantidade de jovens do sexo feminino que tiraram o documento em 2021.

Em todo o país, foram emitidos 96.425 novos títulos em todo o Brasil e no exterior para jovens com 15 a 18 anos. A procura foi maior entre as mulheres: 52.561 pessoas do gênero feminino solicitaram a emissão do título, enquanto 43.864 homens buscaram pelo serviço. Neste período, as faixas etárias que registraram os melhores índices foram as de jovens com 18 e 17 anos, respectivamente.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: