Amazonas

Amazonense Beto Simonetti é eleito presidente nacional da OAB

O advogado Beto Simonetti, conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pelo Amazonas, foi eleito na noite desta segunda-feira (31/01/22) presidente nacional da instituição. Ele ficará à frente da OAB Nacional no triênio 2022-2025.

O amazonense recebeu 77 dos 80 votos válidos, sendo 2 brancos e 1 nulo. A eleição ocorreu em Brasília, na sede nacional da entidade. A posse será nesta 3ª feira (01/02/22), também na sede nacional da OAB, a partir das 9h, com transmissão ao vivo pelo Youtube.

Simonetti tem 43 anos, é casado e pai de dois filhos. Ele encabeçou a chapa “OAB de Portas Abertas”, que teve o registro formalizado em dezembro de 2021 com o apoio de 26 seccionais da Ordem. O principal requisito para qualquer advogada ou advogado disputar a presidência nacional da Ordem é ter o apoio de, no mínimo, seis seccionais estaduais. Por causa desse amplo apoio, Simonetti foi candidato único.

O novo presidente da OAB se chama José Alberto Simonetti, mas adota “Beto Simonetti”, que é como é tratado desde que começou na profissão de advogado, em 2001. Ele é formado em direito pela Universidade Nilton Lins e pós-graduado em direito penal e processo penal pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Beto Simonetti é o segundo amazonense a assumir o posto mais alto na OAB, entidade que completará 92 anos em 2022.

Prioridades da gestão

Após a votação, Simonetti discursou emocionado. “Quero selar um compromisso com os advogados e advogadas do Brasil, ser um defensor intransigente dos nossos direitos e prerrogativas. Meu compromisso é verdadeiro, é real, é honesto, é leal.”

Simonetti afirmou que a prioridade da gestão será resgatar a dignidade da Advocacia. “Precisamos dar condições dignas de trabalho, desde os advogados do sertão e dos brejos aos advogados das modernas avenidas dos grandes centros. Que os advogados mais humildes tenham a mesma condição de trabalho dos que estão na Faria Lima, na Barra e no Lago Sul”, afirmou o presidente eleito da OAB.

“A dignidade não se confunde com luxo. Dignidade, é, nesse caso, condições reais de trabalho. E isso, a Ordem vai providenciar”, explicou Simonetti. Ele ainda afirmou que buscará unir a profissão. “Vamos nos unir em prol do nosso objetivo comum: defender a advocacia, os direitos e as prerrogativas de todos nós”, disse.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: