Amazonas

Amazonas tem quase 60% da sua população na informalidade

A taxa média de desocupação registrada no Amazonas é a segunda maior de todo o país no no 3º trimestre de 2021. Quase 6 a cada 10 trabalhadores do Amazonas não possuíam vínculo empregatício formal nesse período. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua Trimestral, divulgada nesta terça-feira (30/11/21) pelo IBGE.

Enquanto no resto do país o número de pessoas desocupadas é de 12,6%, no Amazonas o número chega a 13,4%, só perdendo para o Pará. A taxa de desemprego no Estado caiu 2,3 pontos percentuais no terceiro trimestre de 2021, na comparação com o trimestre anterior (foi de 15,8% para 13,4%). No entanto, a taxa de informalidade alcançou 59,5% das pessoas ocupadas no 3º trimestre do ano, a segunda maior taxa do país. Com isso, o Amazonas apresenta a 13ª maior taxa de desocupação do país.

Atividades

Em relação ao número de pessoas ocupadas por grupamento de atividade, o comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas foi o grupo que apresentou o maior número de pessoas ocupadas, com 343 mil pessoas. A agropecuária ficou na segunda posição, com 301 mil pessoas, e, em terceiro, ficou a administração pública, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais, com 285 mil pessoas. E em quarto foi a indústria geral, com 183 mil pessoas ocupadas.

Vale destacar que a atividade de serviços domésticos foi a que obteve maior crescimento no 3º trimestre, em relação ao 2º (21,2%), registrando 88 mil pessoas empregadas, sendo 15 mil a mais do que no trimestre anterior. Em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, a alta foi de 50,1%, com 29 mil ocupações a mais.

Outra atividade que também cresceu em número de ocupações foi o comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas, que registrou 343 mil ocupações, sendo 35 mil a mais, em relação ao trimestre anterior, 11,2% de alta. A agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, por sua vez, registrou queda de 3,4% nas ocupações. No total, 301 mil pessoas trabalhavam neste grupamento de atividades, e no trimestre anterior eram 312 mil.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: