Amazonas

Amazonas tem a maior abstenção do país no primeiro dia do Enem 2021: 40%

O Amazonas foi o estado do país com maior número de abstenções no primeiro dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, com 40,6%. O número é quase o dobro da média nacional, que foi de 26%. Do total de 3,1 milhões de candidatos inscritos, cerca de 2,3 milhões compareceram às provas neste domingo (21/11/21), em mais de 1,7 mil municípios. Os números foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Considerando apenas o Enem impresso, que concentra a maior parte das inscrições, 3.040.907, as faltas chegaram a 25,5%. O estado com a maior porcentagem de faltas foi o Amazonas, com 40,6%. No Enem digital, 46,1% dos 68.893 inscritos não compareceram ao exame. Apesar disso, o o ministro da Educação, Milton Ribeiro avaliou a realização da prova como um “sucesso”.

Na edição de 2020, aplicada em janeiro deste ano, o primeiro dia do Enem impresso registrou a abstenção recorde de 51,5%. Já no primeiro dia do Enem digital 2020, 68,1% dos 93 mil candidatos inscritos faltaram às provas. No primeiro dia do Enem 2021, os estudantes fizeram as provas de redação, linguagens e ciências humanas. O exame segue no próximo domingo (28/11/21), quando serão aplicadas as provas de matemática e ciências da natureza.

Polêmicas

O Enem ocorre em meio a uma série de polêmicas envolvendo a atual gestão do Inep. Na última sexta-feira (19/11/21), às vésperas do exame, a Associação dos Servidores do Inep (Assinep) coletou, organizou e compilou as principais situações enfrentadas pelos funcionários da autarquia, que segundo a organização indicam assédio institucional. Neste mês, 37 servidores pediram exoneração de seus cargos, entre eles estão pessoas ligadas ao Enem. O documento foi entregue a uma série de órgãos e instituições, como o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria-Geral da União. O TCU negou o afastamento do presidente da instituição, Danilo Dupas.

Desigualdade no Amazonas

No último domingo, o Vocativo publicou a avaliação regional de um estudo realizado por pesquisadores da Fundação Getulio Vargas (FGV/EAESP), mostrando que uma parte significativa do desempenho dos alunos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) reflete a realidade socioeconômica em que cada um deles vive. Aplicando a análise desse estudo ao Amazonas, fica mais nítido a distância entre os alunos da capital e do interior do estado.

Com informações da Agência Brasil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: