Amazonas

Alta de casos de Covid-19 em São Gabriel e Jutaí preocupa autoridades do Amazonas

A alta de casos de Covid-19 em em São Gabriel da Cachoeira e em Jutaí, no interior do Amazonas está preocupando as autoridades de saúde do estado. Só em São Gabriel foram registrados 115 novos casos de pessoas infectadas por Covid-19 no município, entre os dias 1° e 4 deste mês, conforme Boletim Epidemiológico Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).

Os dados revelam que existem, atualmente, 112 indígenas infectados pelo vírus na região do Alto Rio Negro, sendo que o município voltou a contabilizar, nas últimas semanas epidemiológicas, óbitos e internações graves por Covid-19. Para reforçar as ações de enfrentamento à Covid-19 no interior do Amazonas, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), esteve reunida nesta terça-feira (09/11/21) com a Superintendência do Ministério da Saúde no Amazonas e prometeu intensificar a cobertura de vacinação e o rastreio de novas variantes.

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, alertou aos demais membros sobre o número de casos confirmados de Covid-19 em São Gabriel da Cachoeira e em Jutaí (respectivamente, distantes 852 e 751 quilômetros da capital), com a apresentação de relatório da equipe da vigilância epidemiológica que esteve nas cidades nos últimos dias.

A secretária executiva de Saúde da Capital da SES-AM, Mônica Melo, informou que o Hospital Delphina Aziz permanece com leitos destinados para atender casos de pacientes com Covid-19 de Manaus e do interior. “Sendo necessárias transferências de pacientes, eles vêm para Manaus para ocupar os leitos designados para a Covid-19 no Delphina Aziz. O sistema de informação, que é o Sister que a gente utiliza, já está preparado e organizado para receber a demanda, nos comunicar e transferir os pacientes, caso haja necessidade”, destacou.

Rastreio

O pesquisador do Instituto Leônidas e Maria Deane da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-Amazônia), Felipe Naveca, avalia a importância do rastreio de vigilância genômica por meio da testagem, para identificar qual a linhagem do vírus que está circulando nas cidades. “Com aumento de casos de delta (variante), identificados na última quinzena de outubro, mas com a maioria das amostras sendo de casos de Manaus, nós precisamos entender se esta linhagem está espalhada no interior e se isto pode está refletindo no aumento de casos”, comentou o pesquisador.

Segundo o superintendente do Ministério da Saúde no Amazonas, Coronel Paulo Ricardo, ao receber o último boletim epidemiológico emitido pela FVS-RCP, o Ministério identificou ali o aumento de casos em algumas cidades. “Imediatamente o Ministério destacou técnicos para fazer esse acompanhamento, para ver o que é possível o Ministério da Saúde apoiar as ações que serão implementadas pelo Estado”, disse.

Os municípios monitorados pela FVS-RCP com maior número de casos são: (157) São Gabriel da Cachoeira, (134) Jutaí, (66) Itacoatiara, (36) Benjamin Constant, (28) Tefé, (21) Boa Vista do Ramos, (19) São Paulo de Olivença, (18) Tonantins, (17) Humaitá e (14) Barreirinha.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: