Amazonas

Amazonas perde quase 20 mil km² de vegetação florestal entre 2000 e 2018

Áreas de pastagem expandiram sobre a vegetação florestal

O Amazonas perdeu quase 20 mil km² de área de vegetação florestal no período entre 2000 e 2018. É o que mostra o Monitoramento da Cobertura e Uso da Terra, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta quarta-feira (17/03). E não é só isso: as áreas de pastagem com manejo expandiram sobre a vegetação florestal e de mosaicos florestais.

No ano 2000, a área de cobertura vegetal em todo estado era de 1,45 milhão de km² caindo para 1,43 milhão de km² em 2018. Com essa redução, o Amazonas foi a 4ª Unidade da Federação que mais perdeu áreas de vegetação florestal. A grande responsável por essa mudança foi a pecuária. Pra se ter uma ideia, nesses 18 anos, a área de pastagem quase triplicou, passando de 2,6 mil km² para 8,4 mil km².

Enquanto isso, as áreas agrícolas tiveram redução de 53,9% (97 km²) no mesmo período. Em 2000, as áreas agrícolas eram de 180 km² e em 2018, essas áreas passaram para 83 km². O Amazonas foi a Unidade da Federação que mais perdeu áreas agrícolas.

O Monitoramento da Cobertura e Uso da Terra é espacializar e contabilizar a cobertura e uso da terra do território brasileiro, ao longo dos anos. Assim, podem ser feitas comparações entre os anos analisados, e a contabilidade das mudanças nas formas de ocupação do país.

Foto: Op VERDE BRASIL/17

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: