Opinião

O novo normal virá, mas ninguém disse que ele seria bom

O biólogo Átila Iamarino tem se destacado como uma das melhores e mais confiáveis fontes de informação durante esta pandemia do novo coronavírus. Foi ele quem usou pela primeira vez, em uma das suas transmissões pelo YouTube, o termo “novo normal”, em referência às mudanças que o Sars-Cov-2 trará ao mundo. Pandemias, assim como outros eventos históricos, mudam a humanidade às vezes em um único dia.

Após o surgimento da AIDS, o sexo passou a ser uma forma de contágio por uma doença grave. A partir de então, o ato de transar nunca mais foi o mesmo. Desde a indústria para a fabricação de camisinhas até o aumento da homofobia pela ignorância com relação ao vírus, passando pela busca por uma vacina ou uma cura.

Ao final do dia 11 de setembro de 2001, todos sabíamos que mundo não seria mais o mesmo. Uma manhã bastou para ter essa certeza. De fato, por exemplo, viajar de avião nunca mais foi a mesma coisa. A vigilância individual foi levada a níveis cinematográficos. Isso sem contar a xenofobia e o ódio do Ocidente ao islamismo, o realinhamento político, etc.

Não há dúvidas de que o coronavírus já mudou e continuará mudando o mundo por décadas. O novo normal chegará, goste você do termo ou não. O problema é que ninguém disse que ele será bom. Cabe à humanidade fazer sua escolha.

Se a pandemia fará a sociedade pressionar os gestores da política a adotarem políticas econômicas sustentáveis, que respeitem o meio ambiente, renda básica e sistema de saúde universal, ao menos algo positivo terá surgido dela. Se ela escolher assistir a mil mortes diárias sem se preocupar com a possibilidade de se infectar, morrer e espalhar o vírus, aí teremos um problema.

Foto: Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: